logo
logo

Tag : mulher

01 jan 2016
raça

(2016-2018) Mercado de trabalho e trajetórias femininas nos canaviais paulistas. As marcas da raça.

Projeto de Pesquisa Coordenadora: Maria Aparecida de Moraes Silva Participantes: Claudirene Aparecida Bandini Financiamento: CNPq, Bolsa Pesquisadora Sênior CAPES Resumo: Em linhas gerais, objetivamos ao estudo da fase atual da reprodução dos capitais na indústria canavieira paulista, definida pelo processo de mecanização acelerada, com o emprego de tecnologia altamente sofisticada, mas, ancorada na degradação do trabalho, especialmente de mulheres negras e migrantes. Portanto, configurando-se um processo de avanço tecnológico combinado à degradação do trabalho. O Universo empírico é o Estado de […]

05 out 2015
Evangélicas

Mulheres Evangélicas no Processo de Empoderamento

In. VILHENA, Valéria Cristina (Orga). Evangélicas por sua voz e participação. São Paulo: Ed. Fonte. Pp.133 a 146. Claudirene Bandini “Evangélicas Por Sua Voz e Participação – Gênero Em Discussão” é uma das etapas de um processo corajoso iniciado por mulheres pentecostais que, a partir de sua fé em Jesus Cristo, perguntam: onde está a voz das mulheres na teologia? É possível criar espaços na Igreja para uma participação mais justa i igualitária entre mulheres e homens? Essas perguntas, partem […]

05 set 2015
violência religiosa

Mulheres pentecostais à sombra da violência religiosa

Mulheres pentecostais à sombra da violência religiosa Simpósio Nordeste: Gênero e Religião: Diversidades e (in)tolerâncias nas mídias. GT 15 – Religião, corpo e violência. Claudirene Bandini. Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos. Pós-Doutoranda em Ciências da Religião na PUC/SP sob a supervisão da Profa. Dra. Maria José Rosado Nunes. Pesquisadora no grupo de pesquisa NEREP/CNPq/ UFSCar e TRAMA/CNPq/UFSCar TEXTO COMPLETO: PDF A violência simbólica apresenta-se na forma sutil e é portadora de uma força ideológica que entrelaça os […]

15 jun 2015
produção de flores

Terra de negócios, terra de trabalho: a produção de flores em Holambra/SP

Terra de negócios, terra de trabalho: a produção de flores em Holambra/SP Novos Cadernos NAEA • v. 18 n. 1 • p. 183-196 • jan-jun. 2015 Juliana Dourado Bueno. Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de São Carlos/UFSCAR, São Paulo. Mestre em Sociologia, pela UFSCAR. TEXTO COMPLETO: PDF Resumo: Lançando mão do contexto de produção de flores na região de Holambra/SP, este texto apresenta as experiências que são invisibilizadas quando essa produção é apresentada como uma […]

20 set 2014
igrejas pentecostais

Costurando certo por linhas tortas: práticas femininas em igrejas pentecostais

Costurando certo por linhas tortas: práticas femininas em igrejas pentecostais Editora: Pontocom. Local: Salvador. Edição: 1. Ano: 2014. ISBN:978-85-66048-32-2. Claudirene Bandini TEXTO COMPLETO: PDF Sinopse: Neste texto, a socióloga Claudirene Bandini discute a participação feminina nas igrejas pentecostais, destacando a experiência daquelas mulheres que utilizaram a ascensão na hierarquia institucional de maneira a empoderarem-se – ainda que, contraditoriamente, reproduzindo representações sociais que atribuem à mulher um papel de dependência em relação ao homem. Embasada nas teorias de gênero e religião, […]

05 out 2013

Semana Wesleyana – Dra. Claudirene Bandini

Semana Wesleyana – Dra. Claudirene Bandini No ambiente da 61ª Semana Wesleyana, a Dra. Claudirene Aparecida de Paula Bandini, apresentou o tema da sua tese, a formação do ministério pastoral feminino nas igrejas pentecostais e qual a importância do trabalho feminino leigo nessas comunidades Como de costume, a 61ª Semana Wesleyana, de 21 a 25 de maio, foi o espaço de lançamento e divulgação de várias publicações de interesse para teólogos e igrejas. A FaTeo lançou mais uma edição da […]

20 jul 2013
camponesas

Camponesas, fiandeiras, tecelãs e oleiras

Camponesas, fiandeiras, tecelãs e oleiras In: NEVES, Delma Pessanha (Org.). Mulheres camponesas; trabalho produtivo e engajamentos políticos. Niterói: Alternativa, 2013, p. 163-186. Maria Aparecida de Moraes Silva TEXTO COMPLETO: PDF O Vale do Jequitinhonha constitui-se numa das regiões mais pobres do país. Situado no nordeste do estado de Minas Gerais, ocupa 13,5% do território mineiro e apresenta, do ponto de vista geográfico, duas grandes unidades diferenciadas: o Alto Jequitinhonha e o Médio Jequitinhonha. Historicamente, desde o século XVI, várias expedições […]

20 dez 2012

Espaços e tempos cruzados – trajetórias de trabalhadoras no interior paulista

Revista Raízes, v. 32, n. 2, juz/dez Juliana Dourado Bueno; Maria Aparecida de Moraes Silva Resumo: Buscamos apresentar uma discussão sobre o entrecruzamento de tempos e espaços sociais tendo como ponto de partida as trajetórias de mulheres empregadas em diferentes setores rurais no interior de São Paulo. Nessas trajetórias, algumas experiências se mostram comuns, dentre as quais estão o início da vida como camponesas, o processo migratório, o assalariamento rural (trabalho na colheita da cana e laranja) e o assalariamento […]

20 out 2012

Mulheres caipiras. Dois olhares sobre o mundo rural paulista

Caravelle (Toulouse), v. 1, p. 77-106, 2012 Maria Aparecida De Moraes Silva, Beatriz Medeiros De Melo e Lara Abrão De Moraes Resumo: A partir de pesquisas desenvolvidas em dois municípios do estado de São Paulo – Santo Antônio da Alegria, situado na região nordeste, e Jales, situado na região noroeste – com famílias de sitiantes, objetivamos analisar neste artigo os papéis desempenhados pelas mulheres na produção doméstica e mercantil, na preservação do patrimônio material (terra) e imaterial (festas, memória e tradições). A metodologia é baseada em […]

20 set 2012

Encontrando as mulheres nos vãos da história

Revista Contemporânea, v. 2, n. 1 (2012) Maria Aparecida de Moraes Silva   Resumo O objetivo do presente artigo é dar visibilidade ao papel desempenhadopor mulheres que viveram nas primeiras décadas do século XX na cidadede São Carlos, cuja importância econômica advinha da cafeicultura e tambémde inúmeras atividades urbanas – comerciais e industriais. A metodologia empregadabaseou-se na coleta de dados em vários arquivos, além da história oral,cujo emprego permitiu não somente complementar as lacunas existentes dosdocumentos escritos como também, em […]